/ Usando o Google Analytics

O que fazer com os dados do Google Analytics?

Medir os resultados das campanhas e conhecer o comportamento dos visitantes é essencial para o Marketing Digital. Afinal, os processos começam e terminam nestes dados.

Hoje, mesmo que a tomada de decisão seja diretamente relacionada e orientada a dados, nem todo mundo tem tempo ou disposição para se desenvolver nisso e nem dinheiro para contratar uma equipe de Business Inteligence.

Uma das ferramentas mais usadas para visualizar seus dados é o Google Analytics. Se você já é usuário da Keep.i, com certeza conhece nossa integração com esta plataforma. Por sua interface simples e sua capacidade de extração de informações, os Dashboards em tempo real são uma das melhores formas de visualizar e retirar insights do Google Analytics.

Entretanto, o que precisamos analisar e o que fazer a partir desses insights? Quais hipóteses podemos tirar dessas informações?

Primeiro Passo: Definição de Metas

Antes de trabalhar diretamente com os dados, é necessário definir as metas com base nos objetivos estratégicos da sua empresa.

As metas do Google Analytics são conversões feitas de diversas formas no site. Pode ser desde uma finalização de compra em um e-commerce até um cadastro em uma Landing Page ou um download de um E-book.

Temos um artigo que ensina a definir e analisar o progresso das Metas no Google Analytics, para lê-lo Clique Aqui.

Principais Métricas

As primeiras métricas que são olhadas por qualquer analista de BI são:

  • Visualizações de página: Número total de páginas visualizadas. São contadas também se forem repetidas visualizações na mesma página.
  • Páginas por sessão: Número de páginas visualizadas por cada visitante do seu site.
  • Sessões: Número total de visitas recebidas.
  • Duração média da sessão: Tempo médio que cada visitante passa no seu site.

Este seria seu Dashboard com os dados acima. A partir deles você consegue determinar se tem sido atraente para seu usuário navegar nas páginas e quando tempo ele passa nelas.

Um e-commerce, por exemplo, pode retirar insights importantes a respeito de como está a organização de seus produtos. Ou um blog consegue entender se seu conteúdo tem sido relevante para o usuário e a partir de quantos artigos lidos ele abandona a página.

O  número de páginas por sessão pode ser positivo se a página em questão é um blog e quer ter seus artigos lidos, assim você avalia que seu conteúdo tem qualidade e pode continuar com os temas que estão fazendo mais sucesso.

Se seu website for um e-commerce, uma quantidade muito grande de páginas por sessão pode significar que o seu site está confuso e as pessoas demoram muito para encontrar o que procuram, um problema muito comum de UX. Para avaliar essa hipótese, vale conferir a taxa de rejeição e colocar metas personalizadas para saber se as pessoas estão finalizando a compra ou apenas navegando pelo site.

Assim, você define hipóteses e as testa em suas campanhas em busca dos melhores resultados.

Acessos

Para entender melhor as visualizações da página, algumas métricas são interessantes de ser analisadas.

  • Dispositivos de acesso: Dispositivos utilizados pelo usuário para acessar o site. São contabilizados Desktop, Tablet ou Celular.
  • Origem de acessos: As origens que geraram tráfego.
  • Campanhas de aquisição: Campanhas tagueadas que trouxeram usuários para o site.
  • Canais de Aquisição: Principais canais por onde os usuários que acessaram site vieram.

Analisar o dispositivo acessado trás insights muito relevantes dependendo do seu negócio. Segundo uma pesquisa da Compre&Confie, houve um aumento de 28% nas vendas de e-commerce por meio de dispositivos móveis. Saber se as suas campanhas em cada origem estão fazendo sucesso, avaliar a resolução de tela do seu site e mudar o valor do investimento em mobile para melhores resultados podem fazer toda a diferença para seu negócio.

E poder avaliar de onde as campanhas vem indicam onde seu público está mais interessado no seu conteúdo e onde seria melhor investir ou divulgar mais.

Se o Facebook está dentre suas principais origens de acesso, uma boa ideia é avaliar o que está sendo publicado e por que está dando certo, para implementar em outras origens e para aumentar a frequência do conteúdo que interessa ao público-alvo e os anúncios nesta rede social.

Se você perceber que suas conversões estão vindo mais a partir do mobile, talvez seja o momento de divulgar mais neste dispositivo e avaliar se o número de conversões aumenta.

Dependendo da campanha que está dando mais certo, uma boa ideia é entender porque ela fez tanto sucesso e talvez relançá-la futuramente. Ou talvez usar as configurações escolhidas para o target do anúncio em outras campanhas.

Performance

Ao analisar a performance das campanhas, estas métricas são muito relevantes:

  • Conversões: número de conversões realizadas pelas campanhas de mídia.
  • Custo por conversão: Investimento médio realizado em mídia para realizar uma conversão das campanhas configuradas nas plataformas de mídia conectadas.
  • Campanhas ativas: Lista de campanhas que geraram resultados das plataformas conectadas.

Estes dados permitem entender a eficácia das suas estratégias de marketing digital. E saber quanto cada conversão custa mostra se vale a pena ou se será necessário fazer um redirecionamento de investimentos para ser mais vantajoso para a empresa.

Ajustando os recursos com base nas campanhas que deram certo (e entendendo as que deram errado), a sua estratégia será, gradualmente, aperfeiçoada para atingir resultados cada vez melhores.

Outros dados Importantes

Alguns dados essenciais para concluir sua analise são:

  • Investimento: Somatória de todos os valores gastos em todas as campanhas conectadas.
  • Lista de canais: Lista dos websites onde os anúncios das campanhas conectadas foram exibidos.

Esses são mais estratégicos. Dependendo de como está sua campanha, e dos insights retirados durante a analise, há como refletir a respeito do direcionamento do investimento e saber se não seria melhor encaminhar para outros canais ou dispositivos.

Ter uma lista de canais condizente ao seu conteúdo, produto e público é essencial para atingir as pessoas certas e não perder dinheiro mostrando anúncios para quem não vê valor ou não precisa do que sua empresa tem a oferecer.

Você também tem a possibilidade de criar sua própria lista com os sites e temas em que você quer que seu anúncio apareça para atrair o target mais condizente com seu público-alvo.

Se você nunca usou a Keep.i para visualizar seus dados do Google Analytics em um dashboard em tempo real, você tem a oportunidade de fazer o teste gratuito por 7 dias para conhecer a ferramenta e tornar seu processo de analise de resultados e geração de insights ainda mais rápido e preciso. Clique aqui e teste agora.

Se você gostou deste artigo e quer se aprofundar mais sobre, separei algumas referências de pessoas que são feras no assunto:

Google Analytics Reports for Clients (Examples & Tools)

3 Awesome, Downloadable, Custom Web Analytics Reports

How to Use Google Analytics for Social Media: A Beginner’s Guide

O que fazer com os dados do Google Analytics?
Share this

Assine nossa newsletter