/ marketing digital

Como monitorar e otimizar a performance de um e-commerce

Os dados de e-commerce no Brasil apontam que ter uma loja online tem sido a opção de cada vez mais empresas e empreendedores. Segundo Roberto Calderón, diretor da Abradi-SP e presidente do comitê de e-commerce, o segmento já representa de 5% a 7% do varejo nacional e cresce mais de 20% ao ano. Apesar de parecer fácil e acessível, o sucesso da sua loja online depende de monitoramento e otimizações constantes. Confira a seguir quais são as principais práticas e métricas de e-commerce que o ajudarão a fazer a gestão profissional da sua loja virtual.

Conheça os KPIs de e-commerce    

Como dissemos, monitorar e otimizar o seu e-commerce é a chave para que ele gere um bom volume de vendas. Por isso, é primordial saber em quais KPIs (indicadores de desempenho) apoiar a sua análise do Google Analytics para e-commerce.

Além de serem necessários para monitorar a performance geral da sua loja virtual, os KPIs de e-commerce serão fundamentais para o planejamento das suas estratégias em cada etapa do funil de vendas. Conheça os principais a seguir.

Valor do tempo de vida do cliente (CLV)

O valor do tempo de vida do cliente, ou CLV (Customer Lifetime Value), é o indicador mais importante para determinar o sucesso atual e futuro do seu e-commerce. Ele indica a receita total recebida no curso do seu relacionamento com um determinado cliente. Em outras palavras, o CLV do seu negócio te ajudará a identificar claramente o retorno obtido de um cliente em comparação ao valor que foi investido nele.

Margem Bruta

A margem bruta indica a porcentagem de lucro obtida na venda de cada item do seu e-commerce sem nenhum tipo de desconto. Ela é composta pela diferença entre o preço de venda e o custo de um produto da sua loja. É importante ressaltar que para calcular o custo real de uma mercadoria, é preciso levar em consideração diversos pontos como: gastos com matéria-prima para produção da mercadoria, impostos, logísticas, estocagem e distribuição (frete). Devem-se considerar ainda os valores de investimento em marketing digital e, em alguns casos, o percentual de faturamento cobrados pelas plataformas de e-commerce.

Conhecendo a margem bruta de cada produto, você conseguirá medir a rentabilidade do seu e-commerce e traçar estratégias de vendas mais assertivas.

Taxa de conversão de e-commerce

Outro indicador importantíssimo para medir os esforços estratégicos do seu e-commerce é a taxa de conversão de e-commerce. Você encontrará esta taxa dividindo o número total de vendas pelo volume de visitas dentro do mesmo período. Supondo que a sua loja virtual faça uma venda a cada cem visitas, considera-se então que ela tem uma taxa de conversão de 1% (por incrível que pareça, um bom resultado se compararmos às médias do mercado: 1,5% de conversão).
Taxas de e-mail marketing

Segundo a DMA, Direct Marketing Association, o e-mail marketing pode trazer um ROI de até 4.300% à sua empresa. Já uma pesquisa realizada pela FBITS, plataforma brasileira de e-commerce, analisou o cenário do comércio eletrônico no país e apontou que 61% das empresas obtêm até 20% de seu faturamento através do e-mail marketing.

Optar por campanhas de e-mail marketing é, sem dúvidas, uma estratégia essencial para alavancar vendas e conhecer o perfil dos clientes potenciais do seu e-commerce.

Para mensurar os seus esforços em e-mail marketing é essencial fazer um acompanhamento assíduo das taxas de crescimento de assinantes, de abertura, de inativação da lista e unsubscribe, por exemplo.
Receita por visita

Este indicador te auxiliará a calcular o valor de cada visitante do seu e-commerce. Você identificará este valor dividindo o número de visitas pela receita que o seu site gera. Se a sua loja recebe 5.000 visitas e possui uma receita de R$15.000,00, por exemplo, então o seu valor por visita é R$3,00.

Uma estratégia útil é segmentar este valor por fontes ou canais de tráfego e entender assim quais deles têm maior potencial de retorno.

Exemplo de receita por visita por canal de tráfego.

Ticket médio

O ticket médio do seu e-commerce nada mais é do que o valor médio de todas as vendas da sua loja virtual. Você consegue calculá-lo dividindo o valor de vendas realizadas em um determinado período pelo o número de pedidos do seu e-commerce. Vamos supor que você tenha uma loja que vende camisetas e que tenha realizado 5 vendas no mês.

ProdutosValor da vendaCamiseta 1R$ 200Camiseta 2R$ 100Camiseta 3R$ 50Camiseta 4R$ 150Camiseta 5R$ 120

Com base nos dados acima, a sua loja vendeu um total de R$620,00. Para encontrar o ticket médio, é só dividir este valor total (soma das vendas) pelo número de vendas realizadas no período. Neste caso, o seu ticket médio seria R$124,00.

Taxa de abandono de carrinho

O abandono de carrinho é simplesmente a compra não finalizada. É a taxa de clientes que incluíram as suas intenções de compra no carrinho, mas não efetuaram o pagamento.

É muito comum que a média de abandono de carrinho seja alta e, geralmente, essa média está atrelada a problemas obtidos pelo cliente no processo de pagamento ou por fatores que dificultaram a decisão de compra. Por exemplo:

  • Altos custos de frete;
  • Desistência devido a longos cadastros;
  • Clientes que estão apenas pesquisando;
  • Insegurança em relação ao sistema de pagamento;
  • Processos de checkouts longos ou confusos.

Mas estes são apenas alguns dos motivos que podem causar o abandono do carrinho no seu e-commerce. Para baixar esta taxa, procure não restringir formas de pagamento e, além dos métodos tradicionais de compra como os cartões de crédito e boletos, ofereça alternativas seguras de compra como a oferecida pela Paypal, por exemplo. Além disso, procure oferecer uma forma de cadastro simples e objetivo, e dedique-se sempre a aprimorar a navegabilidade do seu site.

Taxa de visitas por dispositivos móveis

Um estudo da Criteo, empresa líder em tecnologia para e-commerce marketing, revelou que as vendas mobile representaram 44% das vendas do varejo online no Brasil em 2017. Ainda segundo a pesquisa recente da Criteo, no terceiro trimestre de 2017, houve um aumento de 51% nas transações realizadas através de celulares em relação ao mesmo período do ano anterior.

Por isso, monitorar as taxas de visitas realizadas por dispositivos móveis é super importante para identificar um volume de potenciais clientes que, muitas vezes, é desconsiderado.

Além disso, ao analisar as taxas de visitas mobile do seu e-commerce, você estará convencido da importância de criar uma loja virtual com um layout responsivo. Com um site totalmente adaptado aos dispositivos móveis, você garantirá a boa navegação do seu potencial cliente e aumentará o volume de vendas via mobile.

Estes são apenas alguns dos indicadores que auxiliarão a sua análise. O importante mesmo é saber que a seleção dos KPIs que farão parte do seu dashboard de e-commerce, só começará quando você estabelecer metas claras e compreender quais áreas de negócios afetam esses objetivos. Naturalmente, os KPIs podem e devem ser diferentes para cada um dos objetivos de um varejista online, sejam estes objetivos relacionados ao aumento de vendas, à simplificação do marketing ou à melhoria do atendimento ao cliente, por exemplo. Tudo vai depender das metas que você incluirá em sua estratégia.

Agora que você já conhece os principais indicadores de performance de um e-commerce, é importantíssimo que você saiba configurá-lo no Google Analitycs para monitorar os resultados. Para ajudar você nesta configuração, dê uma olhada no passo a passo que trouxemos a seguir.

Configurando o Enhanced Ecommerce do Google Analytics

O Enhanced Ecommerce é um código que pode ser implementado no seu e-commerce para coletar mais informações e armazená-las dentro da sua conta do Google Analytics. Com ele, você terá acesso a todos os indicadores que citamos acima, e poderá rastrear uma infinidade de outros dados acionáveis a respeito do seu e-commerce. É recomendável que você conte com o suporte de um desenvolvedor para a implementação do script já que será necessária a realização de codificações específicas.

Passo 1: atualize o GA para Universal Analytics

O primeiro passo para configurar o plugin via Javascript é atualizar o GA para o Universal Analytics. Você encontrará a opção de atualização no GA em Admin > Propriedade.

Clique no botão Universal Analytics Upgrade.

Em seguida, clique em Transferir.

Aí é só esperar o tempo de transferência sem interferir no seu código de rastreamento até ela esteja completa, o que pode levar de 24 a 48 horas.

Passo 2: instale os códigos de rastreamentos em cada página

Neste passo, começam as implementações de códigos que gerarão os comandos específicos de rastreamento da plataforma.

Para cada página, será necessário realizar uma codificação que deverá ser feita em uma ordem padrão. Este processo de codificação é sequencial, então se um passo estiver errado no código, toda a cadeia também estará e o rastreamento falhará. Para saber mais, confira o Guia avançado de acompanhamento de comércio eletrônico do Google Analytics na sua conta regular do GA.

Passo 3: ative o Comércio Eletrônico Avançado no Google Analytics

Por último, você só precisa habilitar o Comércio Eletrônico Avançado em sua conta do Google Analytics. Você encontrará a opção em: Admin>Configurações de Comércio Eletrônico. Aí, basta ajustá-lo para Ativado.


Métricas exclusivas do Enhanced Ecommerce

Com a ativação do comércio eletrônico avançado, você terá acesso a uma infinidade de dados que antes não eram disponíveis no Google Analytics. Entre eles, relatórios específicos e gráficos adicionais sobre a ação dos usuários em sua loja virtual. Confira algumas exclusividades interessantes do Enhanced Ecommerce:

  • Impressões: confira quantas vezes um produto da sua loja foi visualizado. Com esse indicador, será possível criar relatórios de conversão por produto.
  • Ações no carrinho de compra: saber quais produtos foram os mais adicionados e excluídos do carrinho é uma ótima maneira de entender o potencial de venda destes produtos.
  • Promoções internas: acompanhe a evolução de cliques em links ou banners por ID ou nome.
  • Informações sobre cupom: confira dados exclusivos através do código de cupom, valor ou desconto oferecido.

Funil de vendas do Enhanced Ecommerce

Outra vantagem do Enhanced Ecommerce é que somente através dele é possível ter visualizações avançadas do comportamento de compra de um usuário dentro do funil de vendas. Nele, cada etapa do funil é muito mais detalhada do que na trazida pelo o Comércio Eletrônico padrão. Na prática, ele possibilita a visualização de todas as sessões do site, simplificando a análise de cada etapa do funil:

  • Etapa 1 (Sessões com a Visualização do Produto): veja quantas pessoas visualizaram um produto;
  • Etapa 2 (Sessões com a adição ao carrinho): veja quais das pessoas que visualizaram o produto também incluíram o produto no carrinho ou abandonaram o site antes da próxima etapa;
  • Etapa 3 (Sessões com checkout): avalie quais pessoas visualizaram, incluíram o produto no carrinho e, finalmente, realizaram a compra do produto ou abandonaram o site nesta etapa.
Visualização do funil de vendas do Enhanced Ecommerce.

Pronto! Agora você já sabe configurar o seu Google Analytics para e-commerce e analisar os principais KPIs da sua loja virtual.

Com o nosso dashboard em tempo real, é possível integrar o Google Analytics para mensurar de forma prática a performance do seu e-commerce. Quer saber mais? Entre em contato com a gente.

Como monitorar e otimizar a performance de um e-commerce
Share this

Assine nossa newsletter